sábado, 3 de janeiro de 2015

SOL APONTA UM GIGANTE BURACO CORONAL


Não houve fogos de artifício no Sol para receber o Ano-Novo. No entanto, o astro começou 2015 com um enorme buraco coronal (região mais escura e de baixa densidade) perto do polo sul. O fenômeno foi observado por um instrumento do Observatório de Dinâmica Solar da Nasa (agência espacial americana). A agência explica que esse tipo de buraco fica localizado em uma região da camada mais externa do Sol, conhecida como corona, em que o campo magnético se estende para o espaço em vez de ficar contido na superfície solar. As partículas que se deslocam nesses campos magnéticos podem, portanto, deixar o Sol em vez de ficarem presas em sua superfície. As partículas presas aquecem e dão brilho, ao passo que as regiões em que as partículas escapam ficam mais escuras e com aparência de um buraco.